Bagual

Bagual
Matemática e Física
Rio Grande, RS
Daniel Fonseca Lavouras, conhecido como Bagual, tem 44 anos e é natural de Rio Grande – RS onde terminou sua formação secundária no Colégio Técnico Industrial (CTI). Bagual é graduado em Engenharia Aeronáutica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica - ITA (1994).   Bagual atualmente é presidente do Sistema Elite de Ensino, onde acumula as funções de diretor das Unidades Porto Alegre, Belém e Vila dos Cabanos (PA). Além disso Bagual é professor nas disciplinas de Matemática, Física, Astronomia, Raciocínio Lógico e Cidadania.   Bagualastronauta

Bagual astronauta (Lua, 1994)

  Em seu currículo Bagual tem uma experiência prática de trabalho na área de aplicações de aceleradores lineares de partículas para Física Nuclear naUniversidade de Leipzig. Realizou trabalho de graduação no INPE sob o tema “Análise da Cinemática da Região de Linhas Proibidas em Núcleos de Galáxias Ativas”, estudando correlações em propriedades de QUASARs. Trabalhou num banco de investimentos (Banco Marka) como operador de mercado internacional (Brady Bonds) e na Procter & Gamble (fábrica da Phebo em Belém-PA) como Reliability Manager.

1995EXAMEBancoMarka

Bagual na mesa de operações do Banco Marka (1995): onde está o Wally?

A larga experiência que tem na área acadêmica vem desde a sua época de estudante. Bagual foi aprovado em 24 concursos vestibulares, a maioria de alto grau de dificuldade. Entre estes sucessos encontram-se os concursos vestibulares para o ITA (2 vezes), IME (2 vezes), AFA (2 vezes), Escola Naval (2 vezes), EFOMM, USP, UNICAMP, UFRJ e UFRGS.   Bagual mantém um vínculo muito forte com o ITA. Enquanto aluno, foi presidente do Centro Acadêmico Santos Dumont (CASD), Presidente da Atlética e Diretor de Eventos além de ter revitalizado o Observatório Astronômico e trabalhado na Rádio Universitária (RUSD). Também foi diretor daAssociação dos Engenheiros do ITA (AEITA) no biênio 2000-01.   Bagual foi o criador da Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA) e liderou a equipe brasileira em sua primeira participação na Olimpíada Internacional de Astronomia (IAO). Foi coordenador da Olimpíada Brasileira de Informática (OBI) para a região Norte, e coordenador da Olimpíada Brasileira de Física (OBF) para o Pará. Também foi organizador da I Olimpíada Brasileira de Biologia em 2005. Atualmente é o representante do Brasil na Olimpíada Internacional de Geografia (IGEO), tendo participado como observador na IGEO 2008, realizada na Tunísia.   Também em 2008, Bagual fez a prova nacional da ANPAD, para admissão ao curso de pós-graduação em Administração, tendo sido classificado em 1o lugar do Brasil, entre mais de 3000 candidatos.   Em 2009, incentivado por seus alunos, e pela nova lei que não mais impunha limites de idade para o concurso da Academia da Força Aérea, Bagual se inscreveu e fez a prova. Foi aprovado e dentre mais de 10 mil candidatos foi o único a lograr grau 10 em Matemática e em Física. Em 2010, a fim de entender melhor como se sentiam os estudantes ao fazerem o ENEM, Bagual se inscreveu e fez a prova. Foi aprovado em primeira chamada para o curso de Medicina na UFCSPA e escreveu o artigo"Mamãe, passei em Medicina", que foi publicado em várias mídias, incluindo o jornal Zero Hora de Porto Alegre. IAO98equipebrasileirakremlin3

Bagual na Rússia com o primeiro time brasileiro na Olimpíada Internacional de Astronomia (Moscou 1998)

2005OBB

Bagual durante a premiação dos vencedores da Olimpíada Brasileira de Biologia (OBB 2005)

Danieleromenos

Bagual com o time da Romênia durante a Olimpíada Internacional de Geografia ocorrida na Tunísia (IGEO 2008)

Atualmente Bagual faz mestrado em Administração / Marketing no PPGA da UFRGS, tendo obtido a pontuação máxima (600 pontos) na seleção nacional da ANPAD, entre mais de 1400 candidatos. Como hobbies, Bagual é filatelista e gosta de praticar esportes, principalmente basquete e Xadrez. Bagualedromedario

Bagual e o dromedário (Tunísia 2008)

 

Logo abaixo, a redação de Bagual - um dos destaques do vestibular da UFRGS de 2008 segundo a COPERSE e o jornal Zero Hora.

 

Sobre-o-povo-brasileiro